Leia os destaques de janeiro da Revista Conjuntura Econômica

30/01/2018

As previsões são de que o PIB cresça 2,8% e o front externo se mostra bastante favorável. Há, no entanto, algumas incertezas, que são analisadas na matéria de capa desta edição, na Carta da Conjuntura e na coluna Ponto de Vista. Entre as mais importantes estão o cenário eleitoral e o encaminhamento de um ajuste fiscal que mitigue o risco de insolvência. Na entrevista do mês, Mansueto de Almeida, secretário de Acompanhamento Econômico do Ministério da Fazenda, insiste na importância de o país perseverar na agenda de ajustes que amplie o potencial de crescimento brasileiro.

Esta edição também traz uma homenagem a Regis Bonelli (1942-2017), que exerceu papel-chave em vários projetos da FGV IBRE deixa uma importante contribuição acadêmica na área de crescimento econômico e produtividade no Brasil.  Veja esse e outros destaques na edição da Revista Conjuntura Econômica de janeiro. Leia nosso conteúdo aberto no Portal IBRE ou saiba como assinar:

  • Mansueto de Almeida, secretário de Acompanhamento Econômico do Ministério da Fazenda, defende em entrevista à Conjuntura Econômica que a recuperação da economia neste e no próximo ano é a janela de oportunidade para se perseverar na lista de reformas micro e macroeconômicas que podem ampliar o potencial de crescimento do Brasil. Leia a entrevista.
  • A Carta da Conjuntura de janeiro alerta que, se o descompasso estrutural brasileiro não for estancado, será impossível evitar um choque frontal entre a retomada da economia e uma crise mais séria de solvência. Leia mais.
  • Na coluna Ponto de Vista de janeiro, Samuel Pessôa aponta que os principais riscos para a retomada econômica em 2018 são uma aceleração da inflação tanto na economia americana quanto na chinesa e o cenário eleitoral doméstico.
  • Projeções para o PIB confirmam a retomada da economia, mas alcance e qualidade do crescimento ainda dependem do futuro das reformas e do cenário eleitoral. Leia a matéria da capa de janeiro.
  • Em artigo da Conjuntura Econômica, os economistas José Roberto Afonso e Leonardo Ribeiro analisam o projeto de lei que cria uma norma geral para a securitização de direitos creditórios por União, estados e municípios, como forma de mitigar a crise fiscal. 
  • Intensificação do processo de envelhecimento da população brasileira demanda revisão da regulação do setor de saúde em torno de modelos alternativos de oferta da prestação do serviço suplementar para se buscar eficiência do mercado sem descuidar da equidade no acesso, afirmam Rafaela Nogueira e Patricia Sampaio. Leia artigo.
  • Lia Valls analisa o que se pode esperar da balança e das agendas de política comercial do Brasil em 2018. 
  • A edição ainda homenageia Regis Bonelli (1942-2017), economista dedicado ao estudo do crescimento econômico e das causas da baixa produtividade brasileira.

Deixar Comentário

Veja também