Ex: 12/11/2019
Ex: 12/11/2019

Em destaque

  • O crescimento – projetado pelo IBRE – de 1,1% em 2019 (revisto para 1,2% após o PIB crescer 0,4% no terceiro trimestre deste ano), frustrou as expectativas.1 Como já afirmei, em dezembro de 2018 esperávamos crescimento para 2019 de 2,4%. Não foi...

  • Os economistas Fabio Giambiagi e Guilherme Tinoco, do BNDES, divulgaram recentemente um texto defendendo uma modificação da atual regra do teto de gastos da União, instituída em 2016 pela Emenda Constitucional 95, e que começou a vigorar a partir de...

  • Na seção “Em Foco” do Boletim Macro de jun/19, ressaltamos que a Argentina se manteria sob enorme pressão até (pelo menos) o fim deste ano, com forte possibilidade de políticas populistas em meio a uma campanha virulenta, pouco propositiva e que, no...

  • Uma ampla reforma da previdência está bem próxima de ser aprovada pelo Congresso Nacional, quase três anos após ter sido proposta, no final de 2016, ainda no governo Temer. Embora ainda persistam algumas dúvidas sobre eventuais desidratações adicionais...

  • Passados quase nove meses desde a posse de Bolsonaro, não há mais dúvida a respeito da estratégia minoritária de governo implementada pelo presidente. São duas suas dimensões fundamentais: a decisão de não formar uma maioria legislativa estável,...

  • Entre o segundo trimestre de 2014 e o quarto trimestre de 2016 o Brasil enfrentou um longo período de recessão (11 trimestres) com perda acumulada 8,2% do PIB[1] de acordo com dados do Comitê de Datação de Ciclos Econômico (CODACE).  O mercado de...

  • Depois da recessão mais longa e profunda que o país já enfrentou, os dados indicam que a recuperação iniciada em 2017 tem sido a mais lenta já registrada. Depois de dois anos seguidos de crescimento do PIB de 1,1%, as projeções do IBRE/FGV indicam que...

Páginas