Artigo

Debate quente entre ortodoxia e heterodoxia

02/06/2017

Um debate profundo, cordial e “quente” foi realizado na quarta-feira, 31/5/17, no Centro Cultural da Fundação Getúlio Vargas no Rio, entre os economistas Samuel Pessoa, Nelson Marconi e Nelson Barbosa – o primeiro visto como “ortodoxo”, os dois últimos como heterodoxos.

O vídeo do YouTube, cujo link pode ser acessado aqui, mostra as duas horas e 40 minutos da sessão da tarde do seminário “Desafios da política fiscal para a retomada do crescimento”, que incluem também a equilibrada e instrutiva mediação de Rubens Cysne, diretor da EPGE/FGV, e as relevantes falas dos economistas Manoel Pires e José Roberto Afonso. O seminário teve ainda uma sessão da manhã, cujo vídeo pode ser acessado aqui, e que inclui a palestra de abertura do ministro do Planejamento Dyogo Oliveira.

Fizemos abaixo uma pequena seleção de momentos particularmente “quentes' do debate da tarde entre Pessoa, Marconi e Barbosa, para aqueles que quiserem ir direto aos pontos mais polêmicos. Mas vale a pena também assistir a toda a rica discussão do seminário.

35:15 a 40:15 – Samuel Pessôa faz veemente crítica à heterodoxia e suas ligações com a política econômica de Dilma Rousseff.

50:30 a 51:40 – Uma troca de farpas (mas se mantendo o clima amistoso de todo o debate) entre Pessoa e Nelson Marconi.

1:27:00 a 1:28:50 – Nelson Barbosa responde a críticas de Pessôa à política econômica de Dilma Rousseff.

1:35:50 a 1:39:40 – Pessôa volta à carga nas críticas.

1:40:00 a 1:42:40 – Marconi diz que há várias correntes heterodoxas, em resposta às críticas de Pessoa.

1:44:40 a 1:49:40 – Barbosa critica a desorganização do processo orçamentário em função da meta de déficit primário, dizendo que na prática isto leva ao adiantamento de receitas e à postergação de despesas, tão criticados no passado recente (ironicamente insinua que essas práticas de hoje lembram as malfadadas "pedaladas"). Também comenta crítica de Pessôa à política econômica de Dilma, concordando em parte, mas fazendo distinções de períodos.

1:52:45 a 1:53:30 – “Estocada” elegante de Manoel Pires em Pessoa, sobre o tema do “ciclo político” na eleição de 1998.

1:58:30 a 2:00:25 – Pessôa responde a Pires, reconhecendo o seu ponto, mas acrescentando algumas qualificações à questão.

 

Deixar Comentário