Política Fiscal/Orçamento

A esquerda e o teto de gastos

23 jun 2022

Antes de flexibilizar o teto de gastos, o governo precisa construir no Brasil uma situação fiscal estruturalmente solvente, com superávit primário estrutural que reduza a dívida pública. Clique abaixo para ler a coluna na Folha de S. Paulo.

Leia o artigo na Folha de São Paulo.


As opiniões expressas neste artigo são de responsabilidade exclusiva do autor, não refletindo necessariamente a opinião institucional da FGV. 

Comentários

fernando
Esse superavit estrutural teria que ser colocado num cofre fora do país porque aqui nem a Constituiçao consegue impedir que vire gasto corrente, como estamos assistindo com o teto, etc,

Deixar Comentário

To prevent automated spam submissions leave this field empty.