Fiscal

To prevent automated spam submissions leave this field empty.

Em destaque

  • É factível que Haddad execute em 2023 gasto público, fora RGPS, abaixo do limite do teto,  que saltará 0,9pp do PIB em 2023. E, como economista, não opino sobre tamanho da carga tributária, que me parece escolha da sociedade.

    ...

  • No debate fiscal, é preciso dar mais atenção a riscos e ajustes necessários pelo lado da receita pública. Com foco especial no setor petrolífero, responsável por 83% da alta da receita primária de 2022 acima da média histórica.

    ...
  • Muitos aspectos negativos do governo Bolsonaro tornam difícil uma avaliação desapaixonada. Mas o legado econômico do quadriênio de Bolsonaro parece melhor do que imaginávamos há pouco tempo, e o orçamento de 2023 é exequível.

    ...

  • É inquietante que Senado, mesmo contando com quadros excelentes, não tenha capacidade de evitar catástrofes fiscais tão evidentes como PEC da Transição, que tem impacto fiscal potencial até o fim de 2024 de R$ 398,6 bilhões.

    ...

  • Ainda é possível que a Câmara faça ajustes na PEC da Transição, reduzindo a elevação do teto de gastos e eliminando diversas exceções do teto. Caso contrário, a realidade se encarregará de fazer o ajuste de forma mais dolorosa. 

    ...

Páginas